Ensaios temáticos da Copa: fofura à brasileira

June 19, 2018  •  Leave a Comment

Torcer pelo Brasil na Copa do Mundo, para muitos de nós, traz memórias gratas da infância, de quando a gente se vestia, se enfeitava e se pintava todo de verde e amarelo para assistir aos jogos, em frente à televisão. Quantas lembranças da farra com os amigos,  família reunida, da batucada, cornetas, canções, quanta alegria! 
 

Acho que essa paixão nasce mesmo quando criança, quando a gente aprende que é brasileiro e pertence a um povo cheio de alegria, alto astral, que tem essa capacidade de se reinventar, dar a volta por cima, acreditar e não desistir. Independente se gostamos ou não de futebol, da Copa ou das Olimpíadas, esse sentimento de perseverança, o saber competir, saber perder, o respeito pelo adversário, o dar o melhor de si, trabalhar em equipe, são lições incríveis, para a vida. Um universo que pode ser tão rico em crescimento, em aprendizado. 

 

Que bom seria se o resto do mundo, em outros campos, enxergasse as possibilidade da tolerância, da união, da paz. Isso, por sinal, as crianças também poderiam ensinar aos adultos, sempre. Então, que tal vestir a meninada de verde e amarelo e registrar esse momento de fofura à moda brasileira? Eu tô aqui sempre pronta para eternizar essa paixão e para aprender muito com elas, para a vida.

A ideia, em todos os ensaios, é que a família curta as fotos do tema futebol além da copa. Em um desses ensaios com bebês usei um puff de bola de futebol e um campinho de futebol. Foi um ensaio especialmente importante para a família, porque o bebê é neto de um jogador de futebol famoso. Foi uma homenagem que o filho fez ao pai. 

Sempre que faço ensaio temático ou  falo sobre isso, gosto que as coisas não sejam muito óbvias ou explícitas. Neste caso, não há como fugir do verde e amarelo, mas não pus, por exemplo, a bandeira do Brasil. Procurei fazer mais referências, como a caixa com o losango que remete ao formato da bandeira, a fita na cabeça da menininha, os detalhes.

Ofereci também aos pais uma versão em preto e branco. Assim, as fotos ficam mais atemporais, não tão ligadas à Copa do Mundo. Elas trazem essa referência, mas podem ser usadas de outra forma. É legal marcar e lembrar que o bebê nasceu no ano em que a Copa do Mundo aconteceu no Brasil, por exemplo, mas também achei boa essa opção neutra.



Além dos bebês, fiz também ensaios pet. Uma das modelos foi Hanna, uma mistura de Chow Chow com Golden, da minha filha que está grávida, Gabi. Achei muito divertido o resultado. E vocês, o que acharam? 


 

Um abraço,
Simone Silvério


Comments

No comments posted.
Loading...