Simone Silvério Fotografia: Blog http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog en-us (C) Simone Silvério Fotografia contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) Wed, 13 Jun 2018 19:17:00 GMT Wed, 13 Jun 2018 19:17:00 GMT http://www.simonesilveriofotografia.com.br/img/s/v-5/u668153079-o942996505-50.jpg Simone Silvério Fotografia: Blog http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog 90 120 Feliz dia dos namorados todo dia http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/6/feliz-dia-dos-namorados-todo-dia Nesta terça-feira, dia de nossa conversa semanal aqui no blog, é o Dia dos Namorados. Meio inevitável falar do assunto mas, de um ângulo diferente: da nossa maneira de viver e celebrar tudo isso. Eu e Jaiel nunca tivemos uma data, a gente nunca foi muito de comemorar datas, não temos uma data de início de namoro. Pra falar a verdade, a gente não tem nem uma data de casamento. A gente se juntou primeiro, o que pra nós era um casamento, ele me deu uma aliança e tudo. Vivemos juntos, criamos filhos, dividimos conta em banco desde o primeiro dia. Durante três anos fizemos tudo isso sem sermos efetivamente casados no papel e, depois, a gente fez uma cerimônia de casamento. Então, pra nós nenhuma das duas datas é exatamente significativa. A primeira é quando ele veio morar comigo e a segunda, foi três anos depois, e a gente achava que já não nos representava. Também nunca tivemos o hábito de comemorar o Dia dos Namorados, o que não quer dizer que a gente não seja romântico. Somos sim, mas do nosso jeito. Nosso romantismo a gente expressa de uma maneira diferente, que tá no respeito com os projetos, as ideias um do outro, na maneira que a gente se envolve nos assuntos importantes um do outro, desde as questões de família, os cuidados com os pais, com os filhos... A gente entende que tudo que é importante pra um, é importante para o outro. Se o outro não apoia, não participa de uma coisa que é importante pra você, fica impossível ser feliz. A gente tem esse pacto de cumplicidade, de fazer o possível para que as coisas que importam para o outro dêem certo.
 
Então, pra gente, na verdade, todo dia tem que ser dia dos namorados. Todo dia a gente tem que se olhar e se provar bom o suficiente pra continuar merecedor de estar junto daquela pessoa, de conquistar aquela pessoa. Todo dia é dia de revalidar o que a gente sente um pelo outro, Somos diferentes em alguns aspectos, nos complementamos super bem, mas somos absolutamente iguais nos valores, na maneira como a gente olha a vida, os projetos que fazemos juntos, que a gente sempre reavalia junto, vai acertando, voltando, repactuando o tempo todo. Isso não tem uma data, isso é todo dia, da hora que você acorda até a hora que vc vai dormir. 
 

E isso se espelha também no fato da gente ter conseguido montar o nosso negócio juntos e trabalharmos juntos. Muitos casais se queixam que levam as questões pessoais do relacionamento pra o trabalho e levam trabalho pra casa. Pra nós, isso nunca foi um problema: é uma questão tão simples, tão fácil... Porque foi justamente a coroação do nosso relacionamento. A gente se conheceu trabalhando juntos. Éramos colegas de trabalho, fomos grandes amigos durante alguns anos e depois, essa grande amizade acabou se transformando em mais do que isso. Nós éramos casados na época, então eu me separei do meu marido, ele se separou da esposa e ficamos juntos. Depois disso, cada um foi trabalhar em um lugar e a gente sempre teve o sonho de voltar a trabalhar juntos. Então, pra nós, termos conseguido montar um estúdio e trabalharmos juntos é a concretização de um projeto de vida. Poder fazer as coisas juntos é muito gostoso. A gente valoriza muito cada trabalho, cada viagem que a gente faz. Mesmo quando a gente deita na cama pra dormir e começa a falar de trabalho, não é no sentido de ser workaholic... Nós estamos falando do nosso projeto de vida, do que nos dá prazer, é como e estivéssemos falando de um filho nosso. 
 
Eu acho o que faz com que a gente seja hoje tão apaixonado quanto há 20 e poucos anos atrás, se não mais, é a admiração mútua que a gente tem e cultiva. Cada um se esforça todo dia pra não decepcionar, pra continuar tendo isso, para continuar mantendo a admiração pela pessoa que o outro é, pelo que o outro faz. Respeito é uma coisa que a gente sempre prezou muito. Outro ponto que a gente sempre fez muita questão é a confiança mútua. Não existem ciúmes entre a gente porque a gente parte do princípio de que se estou com ele é porque eu quero e ele também. Não temos obrigação de estarmos juntos. Essa confiança mútua faz com que a vida seja tão leve, tão gostosa ... É a certeza de que a gente pode contar tudo um pro outro, simplesmente porque a gente não tá fazendo nada de errado e tem a certeza que um vai apoiar o outro. 
 

E a fotografia, nossa cúmplice, nossa paixão, claro que tem o poder de captar e eternizar tudo isso que sentimos e vivemos. Pra nós, tem uma coisa que é importante que aparece nas fotos: é o olhar. A gente se olha e nosso olhar nos diz muito um do outro. O "J" sempre conseguiu ler minha alma só de olhar nos meus olhos. Sempre fui absolutamente incapaz de esconder qualquer sentimento dele. Se estou triste, preocupada, ele percebe. Eu sempre falei que preciso do olhar dele porque vejo que ele me olha com admiração, com amor. É um espelho pra mim. Sem esse olhar, eu fico perdida. Me faz bem ter esse olhar dele pra me sentir amada, admirada, respeitada e muitas das nossas fotos esse jeito de se olhar aparece. A gente sempre se preocupa em olhar um para o outro de verdade. Porque muitos casais com 20 e poucos anos, param de olhar um para o outro, se acostumam com a pessoa que tá do lado e param de olhar. Eu hoje não sou a mesma Simone de 20, de 10, de 5 anos atrás. A gente se reinventa sempre. Nós mudamos muito nessas décadas, mudamos de casas várias vezes, de planos, de projetos... Se você para de olhar pra pessoa que está do lado, quando você vê aquela pessoa, ela virou uma estranha. A gente se preocupa em mudar junto e ver em que pessoas estamos nos tornando. Isso faz parte deste projeto de envelhecer juntos, um processo inevitável, porque o tempo passa, mas não precisamos ser vítimas. Podemos mudar de acordo com a fase da vida que estamos vivendo e sermos agentes do nosso amadurecendo. Estamos todo dia amadurecendo juntos.

A risada também é outra marca da gente que a fotografia registra tão bem. A gente se faz rir. Ele me faz rir muito mais que eu, mas eu também procuro ser uma pessoa bem humorada. A gente faz piada de tudo sempre. Claro que tem os momentos sérios, difíceis, mas a gente nunca perde de vista que, daqui a pouquinho, isso vai virar piada e sempre vira. Achamos que é muito importante rir de si mesmo, das coisas do dia-a-dia,  que fazem a vida ser muito mais engraçada. Encontrar uma pessoa que te faz rir e que ri junto com você é muito gostoso, faz a vida ficar mais leve e a gente sempre teve isso.
 

Por tudo que eu falei , não resta a menor dúvida de que eu sou completamente apaixonada por ele, de que eu me sinto ainda namorada dele. A verdade é que tive a grande sorte de me apaixonar pelo meu melhor amigo, e de continuarmos amigos e apaixonados. Porque a gente tem essa coisa de se conquistar, de namorar, de não perder nossa intimidade, nosso momento, de saber que apesar de termos quatro filhos, além dos três cachorros e todo o resto, no fundo, somos nós dois. Estamos criando os filhos para o mundo, cada um vai pro seu lado, viver sua vida e o que vai ficar é o que importa pra nós: é o que a gente tem entre nós.

Tem uma foto marcante pra gente: no primeiro dia que gente saiu juntos oficialmente como namorados, o Jay fez uma foto numa câmera de filme ainda, que até hoje fica no criado mudo dele. Ele faz questão de me dizer que é a foto que ele olha todo dia antes de dormir, pra lembrar e agradecer por termos nos encontrado, por termos vivido mais um dia juntos e podermos dormir juntos mais uma vez. Ele diz que a gente, em algum lugar, combinou de vir pra cá e ficarmos juntos, mas a gente ia experimentar viver, fazer um monte de coisas e, quando estivesse pronto, a gente ia se achar. Demorou quase 30 anos, mas foi e é fantástico termos nos encontrado aqui embaixo e continuarmos juntos por muito tempo. A gente tem a certeza de que tem uma missão juntos. Pra gente, é uma delícia ter um monte de gente à nossa volta, que a gente curte, gosta, ajuda. Nosso objetivo em comum é deixar nas pessoas que cruzam nosso caminho uma marca positiva, algo que elas possam se lembrar com um sorriso nos lábios. A gente segue a vida assim, ajudando um ao outro e ajudando aos outros. Eu acho que aí tá a fonte da felicidade mesmo.

Um feliz Dia dos Namorados todos os dias pra você!

 

Um abraço,
Simone Silvério

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/6/feliz-dia-dos-namorados-todo-dia Tue, 12 Jun 2018 22:08:01 GMT
A minha participação no projeto Retratos de Mãe http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/6/retratos-de-mae Hoje venho fazer um convite para meus amigos de São Paulo. Na próxima terça-feira, dia 12 de junho, estarei recebendo, na minha galeria, a Studio Trend, um trabalho lindo do qual me orgulho muito em fazer parte. É a Exposição Retratos de Mãe, da fotógrafa e amiga Andréa Leal, com curadoria minha. No dia 12 vai ser a vernissage com um coquetel para a qual estão todos os meus leitores convidados e, de 13 de junho a 13 de julho, a mostra gratuita estará aberta de segunda a sexta, das 9h às 18h.  Uma  exposição belíssima que retrata as personagens reais dos artigos da jornalista pernambucana Sílvia Bessa, que também tive a alegria de conhecer. Super premiada, Sílvia que antes escrevia sobre política e dramas sociais, voltou seu olhar para mães e mulheres depois da gestação da primeira filha, nascida com uma síndrome rara e que viveu 111 dias. São 18 mulheres com histórias de vida marcantes, que a Andréa fotografou lindamente.

Tive a honra de participar de todo o processo. Foram dois dias no Recife de intenso trabalho e emoção mais forte ainda. Ouvimos, uma após uma, as histórias de cada uma delas e você, na exposição, também vai poder reviver esses momentos e se emocionar junto com a gente. Um aplicativo de realidade aumentada baixado no celular vai exibir, diante de cada retrato, um vídeo da própria personagem contando sua trajetória, como fez pra gente, no estúdio da Andréa. Tenho certeza de que você vai amar e, como eu, vai crescer muito com todas elas.

Me emocionei demais ouvindo todas as histórias, me conectei, me relacionei com muitas delas. Claro que, na maior parte das vezes, numa escala muito menor. Mas, só de lembrar começo a chorar de novo. Porque as pessoas passam por coisas às vezes tão difíceis na vida que a gente, olhando de longe, pensa: "Nossa, eu jamais conseguiria..." Mas, provavelmente, elas também falariam isso antes e na hora que acontece com você, não sei se Deus (eu ouvi muito a palavra Deus lá), mas você encontra a força necessária para passar pelas coisas e fazer o melhor delas. Eu acho que isso foi muito forte em tudo o que a gente viu ali. As pessoas tirando o melhor das situações adversas que a vida colocou, escolhendo o caminho pra suas vidas. 

Isso me toca muito. Eu gosto muito disso, eu gosto de ouvir, de me colocar no lugar da pessoa... Eu gostei demais de acompanhar o processo porque, ao ouvir as histórias, a personalidade da pessoa, conversando, a Andrea se aproveitou disso para buscar a pose, o momento, o olhar, a expressão que dissesse alguma coisa relativa ao que ela estava ouvindo, que traduzisse aquele sentimento. Mas, para conseguir essa uma foto, ela tirou várias e várias fotos da mesma pessoa. Só que, na hora que eu fui olhar o conjunto da sessão daquela pessoa, eu sabia exatamente o que procurar, porque eu tinha ouvido a  mesma coisa, eu sabia o que ela estava buscando quando clicava. 
 

Então, pra mim, foi muito gostoso. Porque a gente acabava uma sessão, eu pegava aquele material e ia direitinho na foto. Eu sabia onde ela tinha conseguido obter aquele olhar. Foi um trabalho muito em conjunto com a Andréa, de traduzir isso na escolha das fotos. Pra mim, foi quase que uma sequência daquilo que a gente estava fazendo no estúdio. Claro que levei também para ali o meu olhar mais técnico da fotografia, do foco ideal, do enquadramento ideal. Eu fiz algumas intervenções, porque às vezes a foto que tinha a melhor expressão e o momento ideal não estava tecnicamente melhor. Eu levei a técnica em consideração mas, no final, o que manda é a emoção, é o momento, é a expressão da pessoa.

Eu levei em conta também a unidade do conjunto da exposição. Porque cada foto tinha que se relacionar diretamente com a história daquela personagem, com a vida daquela pessoa. As histórias eram distintas, assuntos muitos diversos e os retratos que contam histórias tão distintas, ao mesmo tempo, precisavam de uma coesão, de uma ideia de conjunto, para serem expostos como uma obra única. Então, eu também me preocupei qual retrato seria colorido e qual seria em preto e branco, não só do ponto de vista estético, mas também do que aquilo representava com cada emoção vivida ali. Pensei muito em quantas fotografias seriam horizontais, quantas verticais, se deveria colocar na exposição as fotos em que elas aparecem sozinhas ou com outros personagens que faziam parte da história...


Não foi um trabalho exatamente de curadoria de arte, no sentido estrito da palavra, no que isso representa no mercado de arte: de fazer um recorte no trabalho do artista. Eu acho que foi mais a construção de uma exposição, mas foi um trabalho de construção juntas. Eu estava lá, vivendo todo o processo junto, vendo o que a Andréa estava buscando e acho que ajudei a Andréa a levar para a exposição esse conjunto da obra, que ficou incrível!
 

E é claro, que tendo uma câmera por perto não consigo deixar de fazer meus próprios cliques, só porque sou muito apaixonada por isso...

Um convite à emoção, ao encontro com nossas vivências através das histórias de mulheres marcantes, que souberam dar novo significado a suas trajetórias de vida com muita coragem, ternura e amor. Um convite que eu faço a você. Espero seu olhar, sua emoção, sua visita.

Exposição Retratos de Mãe
De 13 de junho a 13 de julho de 2018

Vernissage dia 12/06 das 18:00 às 23:00h


Galeria Studio Trend, Rua Costa Carvalho, 213, bairro Alto de Pinheiros, São Paulo.


Um abraço, 
Simone Silvério

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) retratos de mãe http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/6/retratos-de-mae Tue, 05 Jun 2018 20:48:24 GMT
As paixões tatuadas na pele http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/5/As-paixoes-tatuadas-na-pele "Ter um filho é como fazer uma tatuagem na testa". Essa frase, tantas vezes ouvida e de autoria desconhecida, traz uma verdade incontestável. Tatuei cada um dos meus quatro filhos na minha vida e, certamente, quando me olho no espelho vejo cada um deles. Eles estão em mim e isso é para sempre, sem volta, sem "mas". Pra mim, as tatuagens artísticas que fiz na pele também refletem o amor por minhas escolhas, pelo que sou, pela minha arte, minhas crenças, minha profissão. 


Minha primeira tatuagem marcou um momento de mudança na minha vida e serviu pra me mostrar o quanto sou capaz de mudar. Passei a minha vida inteira detestando tatuagem. Dizia que jamais faria, que jamais deixaria um filho meu fazer. Eu era formada em administração de empresas com MBA pela FIA-USP, trabalhava em banco, atuava há 15 anos no mercado financeiro internacional tinha um perfil mais de executiva, tudo muito certinho. Depois que tive minha terceira filha, a Alê, entrei na faculdade de arquitetura, fui retomar as minhas paixões, quis fazer USP, fui para a FAU, tive a quarta filha, comecei a mexer com essa coisa de arte mesmo. Pra mim foi uma fase de renovação total:  ter tido filhos pequenos de novo quase com 40 anos, voltado pra faculdade, ter mudado de profissão radicalmente, começado a conviver mais com esse universo das artes, da fotografia. Eu levava as meninas na praia e  tinha um rapaz que fazia tatuagem de henna. Ele fazia uns desenhos super bonitos e cada semana eu pedia pra ele fazer um desenho diferente e ficava me acostumando. Quando fiz 40 anos, eu já estava em outra. Já estava adorando tatuagem e falei: vou fazer uma tatuagem! Sempre gostei desses desenhos de arabescos e fiz um desenho em arabesco preto, que não chega a ser tribal, é mais curvo e mais redondo. Fiz na base das costas. Eu gostei tanto! Mas ela ficou num lugar que praticamente nunca vejo e resolvi fazer outra num local que eu visse mais. E comecei a cultivar a ideia de fazer outra tatuagem.

Essa primeira tatuagem era só um desenho, um traço que achava bonito e não tinha nenhum significado. Eu queria algo com significado pra mim. Fiquei anos escolhendo. Eu queria que fosse "A" tatuagem da vida, que representasse meus filhos meu marido. Fiz um milhão de rascunhos, achei a Tati, uma tatuadora em Santos, foi super difícil, marquei, desmarquei. Aí minha filha foi fazer uma tatuagem e me chamou para ir com ela. Não era ninguém que eu tivesse escolhido, mas na hora me bateu uma vontade de fazer e eu pensei: vou fazer uma câmera pequeninha no pulso, num lugar que aparece quando estou fotografando. E, depois de pensar tanto, eu fiz de bate pronto. Essa tatuagem tem uns cinco anos, talvez. Eu adorei porque tinha tudo a  ver com comigo, com minha profissão. Eu me redescobri na fotografia e isso mudou toda a minha vida. Esse reencontro com meus dons, com a realização pessoal e profissional, foi marcada por esta tatuagem. 

Mas eu continuei querendo muito fazer uma tatuagem que representasse meu filhos, os grandes amores da minha vida. Ai foram mais quatro anos, pensado, desenhando, tento ideias e para eu consegui marcar com a tal tatuadora de Santos. Eu queria um filtro dos sonhos e que no aro do filtro tivesse as letras dos nomes dos meus quatro filhos e depois, pendurados no filtro dos sonhos, eu queria a minhas paixões: o cachorro, o símbolo da paz, a câmera. Essa tatuadora foi incrível! Cheguei lá e ela tinha feito esse desenho. A teia do filtros dos sonhos forma uma árvore da vida, tem os seis coraçõezinhos, os nomes dos meus filhos... Eu amei e fiz a minha tatuagem e isso foi no Dia das Mães do no passado.

Quando estava procurando um logotipo para o meu negócio de fotografia de recém nascidos, eu não queria referencia tão óbvia. Uma amiga sugeriu o filtro dos sonhos porque tinha a minha cara. Ela sabia que eu gostava, eu tinha um que pendurava na orelha... E fui pesquisar. Os primeiros filtros dos sonhos surgiram na tribo dos Ojibwa, que habitavam a região dos grandes lagos da América do Norte. Eles acreditavam que uma das principais missões das pessoas durante a vida era a de decifrar os sonhos. Para eles, os sonhos traziam mensagens importantes sobre o funcionamento da natureza, do universo e da vida. Os Ojibwa acreditavam que, durante a noite, o ar se enchia de sonhos e energias, boas e más. Apenas os sonhos bons, que traziam mensagens importantes, conseguiriam passar pela teia tecida no círculo instalado no centro do filtro. Já todas as energias negativas ficariam presas nos fios da teia. Mas a explicação que mais me chamou a atenção é que quando nascia um bebê a mulher mais velha da tribo tecia um filtro dos sonhos para colocar em cima do berço para proteger o sono do bebê, mandar energias boas, para ele ter bons sonhos. Quando li essa coisa e isso bateu em mim. É isso que eu faço! Eu fotografo, mas pra isso eu preciso fazer o bebê dormir! E ai fizemos o logotipo que é o mesmo meu, do meu marido Jaiel Prado, do nosso estúdio e agora da nossa galeria. A gente usa esse logotipo pra tudo. Mudamos apenas os nomes. Esse filtro tem a rede com o olho grego no meio, como uma referência ao olhar do fotógrafo, e pendurado tem um filtro menor com o desenho do diafragma, que é e abertura da lente da câmera.  Ainda vou tatuar esse desenho tão cheio de significado em mim!


Na semana passada, foi a hora de renovar uma de minhas tattoos. O tempo passa e com ele, minha tatuagem da câmera foi ficando menos nítida, mas o colorido que a fotografia trouxe à minha vida está mais forte que nunca. Essa tatuagem da câmera foi feita de impulso. Não tinha escolhido um desenho especial nem um tatuador que tivesse um traço fino que eu gosto, nada disso. E já fazia um tempo que estava me incomodando: o traço que já era não era muito fino, se espalhou na pele, uma parte pontilhada se juntou e parecia fora de foco. Encontrei uma amiga que me indicou a Carla. Fui saber sobre ela e a primeira coisa que vi é que ela também fazia reforma. Ela fez exatamente o eu queria: dar nitidez de novo ao desenho. E eu fiquei pensado que queria incluir mais alguma coisa. Ela tinha sugerido flores. Sou apaixonada pela flor de cerejeira, a sakura. Essa flor tem um significado das coisas serem efêmeras, porque tem uma única floração por ano e dura só uma semana. Eu já vi, é lindíssima! A flor de cerejeira traz esse significado da efemeridade da vida, das coisas especiais passarem muito rápido e, junto com a câmera, que eterniza esses momentos, traz esse paradoxo entre o efêmero e o eterno. Ficou linda! Amei ! Me senti renovando em mim mesma essa paixão, esse desejo de que a fotografia faça parte de mim pra sempre e que me torne uma pessoa cada vez melhor, mais feliz, mais criativa, com o olhar ainda mais aguçado para enxergar e fazer os outros enxergarem a importância de viver e reviver os momentos especiais. 

Como todo esse universo se comunica com a fotografia ! Para mim, a fotografia é essa realização de um sonho bom, é essa mensagem boa que levamos para o futuro, eternizando momentos mágicos, cercados de bons fluidos, de amor, de proteção. A relação com a luz também fala muito dessa arte, que filtra e revela o que é belo, o que é forte, o que é marcante. Que o todos esses sentimentos estejam marcados na nossa vida, feito tatuagem. 


Ah! Para o xamanismo, o filtro dos sonhos também serve como uma mandala para inspirar a criatividade, a imaginação e ajudar a transformar todos os sonhos e objetivos em realidade. Por falar nisso, a próxima tatuagem será uma mandala no ombro. Essa fica pra próxima. E eu prometo contar tudinho.


 

Um abraço, 
Simone Silvério

 

Obs. se alguém se interessar pelo trabalho da Carla Galvão (que fez a reforma da câmera) ou pela Tatiana Alves (que fez o filtro dos sonhos) segue aqui o perfil delas no Instagram:
https://www.instagram.com/carlagalvaotattoo

https://www.instagram.com/tatianaalves

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/5/As-paixoes-tatuadas-na-pele Tue, 29 May 2018 15:58:55 GMT
Campos de Lavanda - Realizando sonhos http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/5/campos-de-lavanda---realizando-sonhos Vamos realizar sonhos? Ensaios nos campos de lavanda e girassóis da França


Fotografar em meio aos campos de lavanda e girassóis do Sul da França... Lançar meu olhar sobre esta região encantadora, em meio à natureza e cercada de paisagens de tirar o fôlego... Um sonho, não? Para mim sempre foi! Um sonho que irei realizar e que outras pessoas também poderão realizar junto comigo. Eu pensei muito, idealizei nos mínimos detalhes e, agora, esse desejo vai se tornar realidade entre os meses de junho e julho deste ano. No dia 28 de junho eu e o Jaiel viajaremos para a região de Provence e ficaremos até o dia 09 de julho. Uma época escolhida especialmente para extrair o melhor que essa região pode nos oferecer. Para ver e fotografar os campos de lavanda em todo seu esplendor, é preciso estar lá entre meados de junho e meados de julho, quando as flores ficam “maduras” com o calor do sol, e chegam em seu ápice de beleza. Depois, acontece a colheita das flores, que são utilizadas na produção dos famosos cosméticos, como óleo, sabonetes e perfumes.

Estou ansiosa para mergulhar nesse infinito de cores, aromas, texturas e emoção. Primeiro, a emoção do reencontro. Vou rever e fotografar uma família muito linda e querida que acompanho há quase quatro anos, desde a gravidez da primeira filha. Fiz os ensaio de gestante, newborn, de acompanhamento e temáticos de Laurinha e depois de Rafael.

Já nas fotos do acompanhamento da primeira bebê, o tema França veio à tona. A mãe sempre foi apaixonada por Paris e fizemos um ensaio temático maravilhoso: clicamos Laurinha num cenário que incluía a Torre Eiffel, ela usou boininha e adereços que faziam referência às dançarinas de cancan do Moulin Rouge. Uma fofura! A mãe, que cresceu em uma região de vinhedos do Rio Grande do Sul, também quis homenagear os avós e fizemos um ensaio estilo "natureza morta", com a bebê em meio a tachos de cobre, cachos de uva e folhas de parreira. Ficou muito lindo e com um significado especial para a família.

Agora, eles moram no Sul da França, numa região próxima aos campos de lavanda e vamos registrar a família inteira, vivendo hoje este sonho de morar num lugar lindo e desejado por tantos anos. Vai ser muita emoção!

Para as famílias que vivem na região ou estiverem viajando por lá, estamos disponibilizando quatro sessões com duração de uma a duas horas, nos dias 07 e 08 de julho, nos campos de lavanda e girassóis da região de Valensole ou perto da cidade de Aix-en-Provence. Além disso, vamos oferecer também duas sessões nos principais pontos turísticos das cidades de Aix-en-Provence ou Marseille, nesses mesmos dias. As sessões vão custar  R$ 2.500,00 com 36 fotos impressas em um lindo álbum da Viacolor e também digitais. Que tal realizarmos esse sonho juntos? Vai ser um prazer incrível pra mim!

Provence, LavandaProvenceSessão fotográfica com Simone Silverio Jaiel Prado na Provence

Tornar sonhos reais é realmente o grande motivo desta viagem. Eu e meu marido, Jaiel, vamos pôr em prática nosso projeto autoral, de quadros pintados digitalmente a partir de fotografias feitas, tanto com câmera digital, como com câmera de filme médio formato. Uma técnica que estamos estudando há mais de dois anos, com três cursos realizados nos Estados Unidos e workshops com os principais mestres, como Lisa Evans e Jeremy Sutton, da Califórnia; Darrell Chitty, da Louisianna e com os membros da Dead Artists Society, Mary Mortensen, Annell Metsker e Tim McCary, além da pintora Susan Duke. Chegou a hora de colocar todo esse conhecimento em prática e no melhor lugar e na melhor companhia possíveis, como acontece só nos sonhos ! A gente vai à luta e transforma cada detalhe numa linda realidade. Conto com o seu olhar e seus bons fluídos para mais esta jornada, que, em breve, mostrarei aqui.

Um abraço,
Simone Silvério

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) lavanda provence http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/5/campos-de-lavanda---realizando-sonhos Tue, 22 May 2018 23:26:24 GMT
Unindo paixões e amigos em torno da minha arte http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/5/unindo-paixoes-e-amigos-em-torno-da-minha-arte
Hoje venho falar pra vocês dos sentimentos que transbordam em mim neste momento: gratidão, realização, afeto. Fotografar bebês sobre mandalas foi uma forma de unir paixões em torno da minha arte. No lançamento da exposição Mandala Babies, que marcou também a inauguração da minha galeria, a Studio Trend, tive uma perspectiva maior de tudo isto que está acontecendo na minha vida. Foi como se seu estivesse do alto da estrutura em que me mantive suspensa para fotografar as mandalas. Lá de cima, tive a visão da beleza que é o todo.



Nesta sexta-feira passada, tive mais uma visão maravilhosa dessa totalidade e a constatação de que esse projeto uniu minhas paixões como mandalas e recém-nascidos e reuniu também em torno de mim, grandes amigos, colegas que respeito e admiro, pessoas que são alicerce, fonte de inspiração, parceiros incríveis. Estavam todos lá. A todos, sou muito grata.


O reconhecimento do meu trabalho como fotógrafa de família é muito valioso para mim, foi conquistado após anos de dedicação, estudo. Neste trabalho autoral, tão importante por manter esse lado criativo estimulando minha alma de artista, contar com o prestígio de vocês é um combustível, um privilégio. 


Sou imensamente grata a cada um que esteve presente e que ainda irá conferir meu trabalho. Agradeço ao universo a oportunidade de contemplar toda essa beleza, todos esses sonhos concretizados, todo este afeto que está ao meu redor, como uma mandala carregada de bons fluidos, harmonia, proteção e prosperidade.  Deixo um agradecimento às minhas assistentes e amigas Neide, Ana, Mônica e Rafaela, aos meus parceiros ViaColor, Online Quadros, Fêtes, Salton, Lana Bandeira e um agradecimento especial também a Eduardo e Andréa Leal, por sua ideias, sugestões, ajuda e muita energia boa!!! Muito obrigada a todos!

A exposição Mandalas Babies é aberta ao público e segue até o dia 09 de junho. A Galeria Studio Trend fica no bairro Alto de Pinheiros, São Paulo e funciona de segunda a sábado, das 9 h às 18 h.

Um abraço,
Simone Silvério

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) mandala babies mandala baby newborn recém-nascidos http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/5/unindo-paixoes-e-amigos-em-torno-da-minha-arte Tue, 15 May 2018 15:53:36 GMT
Mandalas, bebês, casa nova, mês das mães: meu universo em harmonia http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/5/mandalas-bebes-casa-nova-mes-das-maes-meu-universo-em-harmonia
Nesta semana que antecede o Dia das Mães, estamos em festa. O mês de maio, que celebra a maternidade, não poderia ser mais especial para marcar um imenso presente que recebi e que também quero oferecer a todos que me conhecem e estimulam meu trabalho, tão ligado a este universo. Nesta sexta-feira (11/05) estamos inaugurando a Galeria Studio Trend, um espaço sonhado por mim por tantos anos para expor minhas fotografias e o trabalho de colegas nos quais eu acredito. Um lugar para a contemplação da beleza da imagem, do olhar profissional sobre o singelo, o forte, o essencial, o eterno.



Para abrir as portas da nossa nova casa as paredes estarão recebendo o lançamento da minha exposição Mandalas Babies, um projeto autoral de grande significado para mim e que marca uma nova fase da minha trajetória. Gostaria de compartilhar com vocês a alegria com o resultado deste trabalho para o qual venho me dedicando desde o ano passado. O lançamento acontece nesta sexta-feira à noite, para convidados, e a exposição, totalmente aberta ao público, segue até o dia 09 de junho. Que tal levar a mamãe e os filhos para este passeio? Nossa galeria fica no bairro Alto de Pinheiros em São Paulo e funciona de segunda a sábado, das 9 h às 18 h. A casa é sua.

Fachada da galeria StudioTrend

O Mandala Babies traz meu olhar sobre o humano no início de sua jornada, em seu estado mais frágil e puro, envolvido pela beleza da vida, do tempo, do universo. Uma viagem por 27 fotografias de recém-nascidos sobre mandalas coloridas. Imagens inspiradoras, esteticamente elaboradas de bebês que acabaram de nascer, em um contexto de renovação do espírito e esperança. Meu gesto de contribuição e agradecimento ao universo. Desejo tocar as pessoas com essa reflexão sobre a divindade, o humano, sobre a importância da existência de cada um de nós como parte de uma grandiosidade inexplicável. As imagens foram impressas por nossa parceira Viacolor, uma das patrocinadora do evento, em formato quadrado em papel fotográfico e emolduradas pela Online Quadros sobre placas de foam em tamanhos que vão de 0,75  a 1,2 metros, obras que variam de R$ 4 mil a R$ 5 mil.


Um projeto mágico desde o início, provando mais vez na minha vida que nada acontece por acaso. Uma história que faço questão de contar. Era dezembro de 2016, entre Natal e Réveillon. Eu estava em uma viagem de férias no Guarujá, na praia de Pernambuco, que frequento há mais de 30 anos, quando vi um vendedor exibindo uma canga com o desenho lindo de uma mandala. Quem me conhece sabe do interesse que tenho por esses temas e como o misticismo, o sagrado falam alto para mim. Sou apaixonada por este símbolo de harmonia, totalidade, integração e pela maneira como a mandala é utilizada por diversas civilizações para o desenvolvimento pessoal, espiritual, para a cura, magia, na dança, decoração, arte e na arquitetura. E já havia tempo que eu queria utilizar mandalas no meu trabalho com os bebês.

 

Quem sabe um pouco de mim conhece também esse meu sentido apurado para perceber ao meu redor os elementos que garimpo para meu trabalho. Mesmo estando de férias, com a ideia fixa de relaxar, aquela imagem soou fundo. Eu me reconhecia na mandala, era minha autenticidade, minha coerência expressa diante dos meus olhos. Não precisa nem dizer que comecei a, deliciosamente, trabalhar naquela praia, com a cabecinha a mil, criando possibilidades, já imaginando os bebezinhos fazendo parte de tudo aquilo e, nitidamente, tendo uma visão futurista maravilhosa concretizada hoje com o resultado deste projeto. Mas já naquele momento, tudo fazia sentido: o centro da mandala representa o homem, a vida e em volta dele o tempo, o espaço, numa estrutura que leva à conexão do humano ao divino. É exatamente isso que sempre representou o que penso quando fotografo recém-nascidos. Era quase um "déjà vu". Você sabia que, para quem acredita, a mandala também tem a capacidade de trabalhar emoções antigas, atuais ou futuras, sinalizando eventos que aconteceram, estão ocorrendo e os quer estão para acontecer? Comigo aconteceu.


Comprei as peças e, de volta a São Paulo, já no mês de janeiro de 2017, esse sonho começou a tomar forma, a se tornar real. Fiz essas duas imagens acima e não parei mais. Comprei mandalas de fornecedores distintos e  fiz encomendas especiais a artesãos específicos , que souberam captar essa mensagem que eu queria transmitir. Foram usados materiais diversos como tecido, tapete, tricô, e madeira. Em seguida, convidei os bebês de sexo e etnia variados, escolhidos entre meus clientes e apreciadores de meu trabalho.  Entre janeiro de 2017 e março de 2018, produzimos as imagens. Comprei até uma escada-andaime para conseguir enquadrar as mandalas maiores, que chegam a ter 1,5m de diâmetro. Foi tudo uma delícia! Como foi mágico ver tomando forma uma ideia tão singular, tão única, tão minha. Quanta gratidão ao universo, a essas famílias, ao meu marido e assistentes que me ajudaram, a Deus! Eu sentia e sinto isso! Que privilégio!



Em várias civilizações, as mandalas servem para ativar, energizar, irradiar, concentrar, absorver, transformar, curar e espiritualizar. Se alcançar um pouquinho só disso, estarei muitíssimo feliz. Espero presentear a todos e, neste mês de maio especialmente às mães, com essa mistura de sensações, emoções e desejos do bem. Aguardo você.

Um abraço,
Simone Silvério

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) mandala babies mandala baby mandala newborn http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/5/mandalas-bebes-casa-nova-mes-das-maes-meu-universo-em-harmonia Tue, 08 May 2018 19:31:50 GMT
Apresentando a nova cria http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/5/apresentando-a-nova-cria Apresentando a nova cria

Ser mãe é uma das coisas mais importantes na minha vida. Gerar, cuidar, amar, fazer e ver crescer, alimentar, nutrir de sonhos, escuta, respeito, dedicação são exercícios que tenho desempenhado desde bem jovem, quando deixei de ser chamada apenas de Simone, para atender ao chamado de "manhêêêê....!" Amei tanto essa experiência, que me tornei mãe quatro vezes. Meus filhos são presentes que a vida me ofereceu nessa caminhada de aprendizado e crescimento eternos. Me mostraram o amor puro, a importância da doação, da disponibilidade, do desapego. Me mostram isso todos os dias e continuarão me mostrando sempre. 

 

Esse gosto, esse grande prazer na maternidade fez soar meus sentidos para a minha profissão. Após uma trajetória de sucesso no mercado financeiro, alcançando uma posição de onde a maioria dos profissionais jamais pensaria em sair, fui chamada novamente por esse sentimento, que me fez trilhar um caminho absolutamente novo e inusitado em busca de mim mesma, do meu dom, do meu propósito, do que me realiza e me faz feliz. Foi o olhar sensível, amoroso e cuidadoso pelos meus bebezinhos e pelas minhas crianças que me fez e me faz olhar para todos os bebezinhos e crianças com uma ternura especial e a vontade imensa de fazer com que o mundo inteiro enxergue essa beleza que eu vejo em cada um deles. Por isso, a fotografia de recém-nascidos e de família fala tão alto pra mim, pra minha vida. É parte importante do que sou. Tomou uma proporção inimaginável na minha história pessoal e profissional. Eternizar esse olhar, a imagem da vida em seu começo, é um prazer indescritível.

E hoje, em pleno mês de maio, tão significativo para mim pela relação com a maternidade, quero anunciar para vocês o nascimento de mais uma cria. Além de meus quatro filhotes e prestes a me tornar avó de mais uma criança amada, estou feliz em apresentar este blog, este espaço que resolvi trazer para vocês, para falar um pouco de mim, dos meus projetos, minha maneira de ver o mundo e, principalmente para trocar com vocês esse sentimento, esse olhar, essa emoção que me faz acordar todos os dias com vontade de seguir em frente acreditando no que faço.

Será um prazer incrível estabelecer essa conversa com você. Toda semana, um encontro marcado pra colocar o assunto em dia e receber essa energia boa, que é combustível pra alma. Por favor deixe seu comentário aqui, me conte o que você está achando, sugira temas, elogie, critique.

Fica meu afetuoso convite.
Um abraço,
Simone Silvério

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) fotógrafa fotografia de bebês fotografia newborn newborn recém-nascidos simone silverio simone silvério http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2018/5/apresentando-a-nova-cria Thu, 03 May 2018 22:13:33 GMT
Fotos da semana http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/5/fotos-da-semana Olá pessoal,

Essa semana foi muito cheia, vários ensaios, RN, gestantes e dois "Smash-the-Cakes". Pensei em colocar aqui algumas fotos para dar uma idéia do que rolou por aqui...

Vou começar pelo mini-ensaio da Romane. Chamo de mini-ensaio porque na verdade eu a convidei para participar de um projeto pessoal meu, que ainda não posso contar, mas eu queria fazer uma única foto dela. Os pais da Romane são franceses e estão morando temporariamente no Brasil a trabalho. Ela já havia sido fotografada pela Amy McDaniel no workshop que eu traduzi. Quando liguei para a mãe para fazer o convite ela parecia feliz, mas muito apreensiva ao mesmo tempo, porque a Romane teve que fazer uma pequena cirurgia para soltar o freio da língua e estava passando por um processo bastante difícil de reeducação para aprender a mamar!

Mas mesmo assim ela veio no domingo de manhã e a Romane, que parece uma bonequinha de porcelana cor-de-rosa com cabelos loiros, se comportou como um anjo. A foto abaixo foi uma das que fiz especialmente para dar para a mamãe como recompensa.

 

Aproveitei que veio a família toda e fiz também uma foto para presenteá-los, que a mamãe nem queria fazer porque estava com cara cansada e não tinha se arrumado. Mas todos queriam, no final ela topou e esse foi o resultado:

Nessa semana quando ela recebeu as fotos me mandou imediatamente uma mensagem pelo whatsapp que me emocionou! Porque ela fala justamente que esta foto da família será guardada como uma recordação do período em que viveram aqui.

Bem, como a mensagem está em francês vou colocar aqui a tradução:
"Muito obrigada Simone, as fotos compartilhadas são realmente incríveis! Nós ficamos extremamente tocados com o seu convite para a Romane posar para o seu projeto, e ainda mais quando vimos o resultado de um trabalho extraordinário! Você é como uma 'mágica' porque nós vemos bem os pequenos detalhes que você aperfeiçoa sem compreendermos como você o faz! Mesmo eu, que naquela manhã estava exausta, tenho um ar descansado na foto. Todas as fotos são magníficas e as que você fez de nossa família ficará como uma lembrança extraordinária! Que talento! Bravo e obrigada! Nós te desejamos sorte neste projeto que tenho certeza será um verdadeiro sucesso! Obrigada. Obrigada. Obrigada.

Não estou colocando isso aqui só para me exibir, não! Quero apenas compartilhar com vocês o verdadeiro motivo de ficar tão feliz com cada trabalho realizado. Este tipo de agradecimento me emociona e me faz ter a certeza de que eu estou fazendo o que nasci para fazer!

Mudando de assunto, tivemos duas sessões deliciosas, daquelas bem agitadas com brincadeiras e bebês lambuzadas no final... A primeira foi com a Elena, que mergulhou inteira no bolo, bateu palmas e sujou o cenário todinho! Por sorte era uma externa...

E a outra foi a sessão da Nicole, no estúdio, que também curtiu bastante, principalmente a hora do banho...

E teve também Gabriela, um anjinho, super quietinha e dorminhoca, além de muito linda!

Bom, teve mais gente mas não consigo colocar todo mundo aqui... vou deixar alguns para a semana que vem. Espero que vocês tenham curtido esse monte de bebês lindos, para começar bem o final de semana!

 

Beijos e até mais

 

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) fotos de bebê newborn recém-nascidos http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/5/fotos-da-semana Fri, 13 May 2016 23:13:02 GMT
Como a Anne Geddes veio parar no meu estúdio http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/4/como-a-anne-geddes-veio-parar-no-meu-estudio Olá pessoal,

 

Já faz muito tempo que eu queria colocar esse post aqui, para satisfazer a curiosidade de muitas pessoas sobre como a Anne Geddes veio parar no meu estúdio e como foi essa experiência para mim. Mas, antes tarde do que nunca, certo?

www.thealbumcafe.com

Em primeiro lugar eu quero falar um pouco sobre esta pessoa, Anne Geddes.  Assim, pessoa, e não fotógrafa. Porque acho que a fama e reconhecimento das imagens dela já falam o suficiente sobre a fotógrafa. E é claro que eu sempre admirei suas imagens, como praticamente todo mundo que eu conheço e que não conheço também. Fiz o "Livrinho do Bebê" para a minha filha com imagens dela, comprei calendários, cartões postais, livros... Nunca a copiei, pelo menos não intencionalmente, mas é claro que todas essas imagens ficaram gravadas em minha mente como parte do meu repertório cultural, e quando comecei a fotografar bebês essa inspiração apareceu e naturalmente transparece no meu trabalho.

Mas acima de tudo isso admiro a pessoa que ela é, a maneira como desde o início da sua carreira se dispôs a usar de sua fama, renome e recursos financeiros para ajudar as crianças e gestantes em todo o mundo. Ela expressa sua paixão pelas crianças não somente com palavras e imagens, mas com ações concretas, assertivas, objetivas. Desde o início de seu sucesso, no começo dos anos 90, criou um fundo filantrópico com seu nome e desde então já arrecadou mais de US$ 5,7 milhões usados para ajudar a prevenir o abuso infantil em todo o mundo. Já no final dos anos 90 fundeou um programa de treinamento médico para reconhecimento e tratamento de crianças abusadas em hospitais da Austrália, Nova Zelândia e Estados Unidos. Em 2012 Anne anunciou sua parceria com a Organização das Nações Unidas pelo programa Every Woman Every Child e em 2014 foi nomeada embaixadora global da ONU para a campanha de vacinações shot@ life. Ufa!!!!

Mas ainda não acabou... em 2013 fotografou 15 jovens e crianças sobreviventes da meningite meningocócica em conjunto com a campanha para a vacinação da meningite na época da Novartis, depois adquirida pela GSK. São imagens lindas e tocantes, que correram o mundo em exposições e pela internet através de um e-book disponibilizado pela Apple no iTunes. Você pode conhecer as imagens neste link: http://protectingourtomorrows.tumblr.com

Falei tudo isso para tentar explicar a felicidade que senti quando no meio do ano passado fui procurada pela agência da GSK que queria me contratar para fazer as imagens e ser a representante brasileira da campanha por aqui. Quase caí da cadeira de felicidade e obviamente aceitei de primeira. O trabalho assistencial, social, voluntário sempre fez parte da minha vida e do Jaiel, e eu vinha mesmo buscando uma maneira de unir minha arte a algum projeto que pudesse fazer diferença na vida das pessoas (e esses projetos ainda estão rolando, mas falo sobre isso em outro post). Eles explicaram qual seria meu papel na campanha, que eu faria o ensaio dos atletas paralímpicos brasileiros sobreviventes da meningite e também os ensaios das crianças vencedoras de  e falaram que a Anne Geddes viria pessoalmente para a exposição das minhas fotos em um evento promovido pela GSK. De lá para cá as coisas mudaram muitas vezes, e menos de uma semana antes da data marcada para o ensaio dos atletas falaram que ela viria até o meu estúdio para acompanhar o ensaio pessoalmente. Não consigo nem explicar o que senti! Mas uma coisa é certa, fiquei muuuito feliz.

E foi nesse clima de felicidade, satisfação e realização pessoal, não só meu, mas de todo mundo envolvido, que o ensaio aconteceu... e foi maravilhoso, mágico!
Os atletas são pessoas incríveis, um astral maravilhoso, vitoriosos na vida em todos os sentidos. Fiz um vídeo curtinho para tentar mostrar um pouquinho dessa experiência para vocês... Você pode dar uma olhadinha no vídeo clicando nesse link: Making-of do ensaio

E o resultado das fotos vocês podem ver na sessão de portfolio aqui no meu site mesmo... eu amei o resultado, e sei que os atletas também ficaram muito felizes, e isso é o que importa, né...    Aqui o link para ver as fotos do ensaio:  Fotos da Campanha

E além de toda essa gente linda, alto astral, energia boa, ainda pude contar com pessoas muito queridas, que sempre embarcam com tudo nas minhas viagens e me possibilitam realmente conseguir o que eu quero: a Ana Paula, a Monica (Kika), a amigona Carla Durante, a Paty maquiadora, e claro, sempre, o Jaiel! Nas fotos aí em baixo dá pra ver só um pouquinho, o carinho e a expectativa delas, arrumando as fitinhas, segurando rebatedor, torcendo, vibrando, dando idéias legais... Nada é pouco demais quando a gente gosta de trabalhar em equipe, e eu adoro!

www.thealbumcafe.com

Essa foto aqui de baixo é um ótimo exemplo disso... criação coletiva! A câmera estava na minha, então tecnicamente a foto é minha... mas só quem tava junto consegue entender... a Carlinha segurou a bola na frente da Ivanilde e falou, seria legal pegar o relexo da bola no olho dela, né? E eu vamos fazer! O Jay mudou a luz, buscou lanterna, cada um foi palpitando um pouquinho e quando consegui o clique perfeito quase explodimos de felicidade!

É por isso que amo o que faço!!!

 

E agora o mais importante, a campanha em si: a doença meningocócica causada pela bactéria Meningococo pode ser uma meningite, uma infecção espalhada no sangue, ou as duas coisas juntas. Os sintomas iniciais são muito parecidos com o de uma gripe forte, ou uma virose qualquer, e esse é o principal problema. Porque essa bactéria agem muito rápido e é preciso combatê-la de imediato. Quando sintomas mais específicos, como pintas vermelhas pelo corpo e rigidez na nuca aparecem já pode ser tarde demais para evitar as sequelas, que podem ser terríveis, ou até a morte. Por isso nenhum cuidado é excessivo, e as pessoas têm que saber que se seu filho tiver mal-estar súbito, febre alta, calafrios, prostração, dor de cabeça intensa, náuseas, vômitos manchas vermelhas na pele (petéquias) e rigidez na nuca, tem que correr para o hospital para que os médicos façam o exame ou iniciem o tratamento imediatamente. Neste link você pode aprender um pouquinho mais sobre isso: Sobre a Meningite

Mas principalmente, acima de tudo, as pessoas têm que saber que esta doença pode ser evitada em até 80% dos casos com a aplicação de duas vacinas: a conjugada C ou a quadrivalente ACWY e a meningite B. E como o meningococo é uma bactéria que pode estar presente no sistema respiratório sem causar nenhum mal a uma pessoa saudável, ao se vacinar além de se proteger você também protege os outros, pois deixa de ter a possibilidade de ser um portador sadio, que poderia transmitir a doença sem saber, e sem nem ficar doente. Converse com seu médico sobre a vacina, e nos ajude a espalhar o assunto.

E finalmente, porque o post já está bem comprido, a GSK está promovendo o concurso Meu Futuro Campeão, cujo prêmio serão dois ensaios comigo para duas crianças de até 11 anos, e mais dois iPads. Então, se você tem crianças em casa basta postar uma foto delas em alguma situação relacionada a esportes no Instagram ou Twitter com a hashtag #meufuturocampeao que você já estará concorrendo. Dá uma olhadinha no site, através desse link aqui: Concurso meu Futuro Campeão

E boa sorte!!!

Beijos e boa semana para todos

 

 

 

 

 

 

 

 

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) anne campeão contra futuro geddes meningite meningocócica meu vacina http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/4/como-a-anne-geddes-veio-parar-no-meu-estudio Sun, 10 Apr 2016 20:06:26 GMT
Porquê eu amo fotografia - parte 2 http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/4/porque-eu-amo-fotografia-parte-2 Olá amigos,

Demorei mais do que eu gostaria para conseguir voltar para esse nosso cantinho, a semana foi cheia, com os preparativos do novo estúdio, mudança, etc. Mas esse assunto fica para um próximo post... Hoje quero acabar de falar sobre a minha paixão pela fotografia.

Como eu já falei na semana passada, a fotografia me permite sentir novamente emoções e sentimentos, reviver os momentos, matar as saudades das pessoas que já foram, dos filhos que já cresceram, eternizar a imagem de rostos que nunca mais veremos, enfim, construir a memória da nossa vida.

Minha famíliaEstas são as pessoas que mais amo no mundo! Como nas imagens do quadro ai de cima, que são apenas uns pouquíssimos exemplos de situações e momentos que eu vivi com as pessoas que eu mais amo nesse mundo, meus quatro filhos, meu marido, meus pais, irmãos e sobrinhos, e que fico muito feliz por estarem eternizadas, seja em papel ou na tela de um celular. Porque cada uma delas fala diretamente ao meu coração, me emociona cada vez que eu olho para elas, me faz relembrar cada detalhe da situação em que foram tiradas.
 

Ou como o quadro ai de baixo, que sintetiza as minhas grandes e verdadeiras paixões, viajar com as pessoas que eu amo, conhecer lugares novos, aprender sua história, observar sua arte e arquitetura, cultivar as amizades que são tão importantes na minha vida, investir tempo, amor e energia para manter as pessoas importantes perto de mim, se não para sempre, pelo menos pelo maior tempo possível!

 

E é por isso que eu amo a fotografia, através dela eu posso estar hoje aqui, olhando todas essas imagens e abrindo meu coração para tantas pessoas que chegaram até mim através dela, seja como clientes que já estiveram na frente da minha câmera, fotógrafos e alunos que já dividiram experiências comigo em uma sala de aula, teatro ou na frente do computador, ou simplesmente amantes da fotografia que gostam de olhar as imagens que publico. Do seu jeito, cada uma delas tem a sua importância nesse ponto da minha vida, e agradeço a todas por estarem aguentando firme comigo!!!

Acho que sempre fui apaixonada por fotografia, desde muito novinha, mas foi aos 15 anos de idade que fiz meu primeiro curso e decidi que queria ser fotógrafa. A vida deu muitas voltas e demorei para chegar a esse objetivo, mas cheguei e isso é o que importa. Aí embaixo tem uma foto minha dessa época, que era um trabalho para o curso, em que eu tinha que fazer um auto-retrato. Quando mostrei para a minha filha de 20  anos ela ficou impressionada com a foto e perguntou: como você conseguiu fazer isto? Achei que ela se referia à qualidade da foto, a luz, o foco, qualquer coisa assim, mas não, ela queria saber como eu tinha clicado. Expliquei que coloquei a câmera em cima de uma cadeira, liguei o "timer" e sai correndo para o lugar marcado, e ela exclamou: Nossa, naquela época já existia "timer"!!!! Aí me dei conta de quanto pareço antiga para a moçada jovem que vem por aí...
Mas tudo bem, posso até parecer muito antiga mas sei que não sou, estou cheia de idéias e energia para realizar projetos novos e lindos. O que eu tenho é bagagem, repertório, anos e anos de histórias, experiências e aprendizado para conseguir obter o resultado que espero da minha arte hoje. Como a foto da bebê aí de baixo, que fiz naquela época da minha primeira sobrinha que hoje já está com quase 35 anos, e foi o primeiro ensaio de bebê que eu fiz. Câmera com foco manual, luz natural, eu mesma revelei o filme e fiz a ampliação no laboratório. Olhando para essa foto hoje não posso deixar de pensar que a sementinha já estava plantada desde lá atrás... não veio do nada essa paixão por fotografar bebês!

Enfim, eu amo fotografar porque posso, através do meu olhar e da minha técnica, criar imagens bonitas e emocionantes que serão tesouros para as pessoas envolvidas, e assim deixar uma marca positiva na vida das pessoas que cruzam o meu caminho.

Beijos e bom final de semana para todos!
 

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/4/porque-eu-amo-fotografia-parte-2 Fri, 01 Apr 2016 12:15:00 GMT
Porquê eu amo fotografia http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/3/porque-eu-amo-fotografia Olá amigos,

Andei um pouco sumida daqui porque estava viajando para um congresso de fotografia onde palestrei na segunda-feira. Minha palestra foi sobre fotografia de bebês no primeiro ano de vida e teve uma prática ao vivo com 3 bebês no palco. Tudo isso foi muito bacana, mas o que realmente mexeu comigo foi a primeira parte da palestra, em que me apresentei e contei um pouco da minha história, personalidade e gostos pessoais, ilustrada por algumas imagens do meu acervo pessoal. Tudo isso para contar porquê eu fotografo e porquê meus clientes valorizam a minha fotografia. E a resposta é o que quero compartilhar com vocês agora, e é tão simples... Eu amo o que a fotografia representa na minha vida porque ela me permite sentir novamente as emoções e sentimentos, reviver os momentos, matar as saudades das pessoas que já foram, eternizar a imagem de rostos que nunca mais veremos, enfim, construir a memória da nossa vida e da vida dos nossos filhos.

A preparação para essa palestra envolveu uma busca por fotografias antigas em caixas de mudança abarrotadas, álbuns e mais álbuns, e HDs lotados. Obviamente demorei muito mais tempo do que imaginava, pois parava para olhar quase todas as fotos, mostrava para os meus filhos e marido, fotografava com o celular para mandar para a minha irmã e sobrinha, ria e chorava como uma tonta... E isso foi só a pontinha do iceberg porque ainda sobraram montanhas de fotos para olhar, organizar, digitalizar e imprimir. Sim, imprimir! Porque tive a constatação de uma certeza que já me perseguia há algum tempo: minhas filhas mais novas ficavam olhando os mais velhos na mesa do jantar passando fotos e albuns de mão em mão, comentando, contando histórias, dando risada... e esperavam ansiosas aparecer alguma foto delas... Já no fim da noite se deram conta que isso não iria acontecer porque quando elas nasceram eu comprei uma câmera digital e parei de imprimir as fotos da família. As fotos delas estão guardadas em HDs, organizadas em ordem cronológica, renomeadas, com duas ou 3 cópias de segurança em HDs diferentes, tudo certinho, mas não tenho nenhuma cópia impressa delas. E a Alê perguntou: mãe, nós nunca vamos ter um momento como esse, né... na mesa do jantar vendo nossas fotos antigas e relembrando as histórias... Então decidi, o projeto do ano será montar fotolivros da família!

E gostei tanto desse processo que resolvi compartilhar um pouquinho aqui com vocês também:

Minha infânciaMinha infância

Esta criança gorducha e feliz da foto sou eu, com minha irmã e meu irmão mais velhos. Eu não me lembro de ter olhado no espelho e visto essa carinha um dia, nem da carinha da minha irmã (se bem que no caso dela é mais fácil porque a carinha continua a mesma!) e por isso agradeço a minha mãe por ter contratado um fotógrafo para ir na nossa casa 4 ou 5 vezes por ano fazer esses registros que hoje valem ouro para mim!

Essa foto colorida em que já estava maiorzinha é o retrato das férias perfeitas na minha infância, com tudo que eu mais amava: na praia (da nossa casa de Mongaguá), lendo historinhas e na companhia da minha cachorrinha querida Biju. Aliás, a paixão por cachorros me acompanhou a vida toda e nunca consegui viver sem um. Meu bebezão atualmente é o Boots, um Sheepdog muito carinhoso e estabanado que pensa que é um shitzu. E duas coisinhas pequeninas, a Mei e a Kitty, que são shitzus de verdade mas também não sabem disso.

Meus cachorrosMeus cachorros

Além desses amados que trato como filhos, tem os que já foram mas ficaram para sempre no meu coração! Foram muitos e não daria para falar de todos aqui, mas os São Bernardos Bobby, Pepe e Maggie que foram a conquista de um sonho de infância tanto meu como do Jaiel não podiam deixar de aparecer aqui, e a minha negrinha preta Tina, que tinha esse olhar mais doce do mundo, por quem eu fui e ainda sou apaixonada e que me ensinou exatamente o que é o amor de verdade por um animal e o quanto eu sou capaz fazer por esse amor.

Meus cachorrosMeus cachorros que já foram,,, Ainda tenho tanta coisa para mostrar e contar para vocês... Mas o post já está ficando comprido demais então vou parar por aqui e volto na semana que vem com "as cenas do próximo capítulo"...   brincadeirinha...
 

Espero que vocês estejam curtindo e que coelhinho da páscoa venha bem gorducho para vocês, cheios de alegria, felicidade e chocolates também!

Beijos e boa páscoa!

 

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/3/porque-eu-amo-fotografia Fri, 25 Mar 2016 13:30:00 GMT
Domingão no estúdio http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/3/domingao-no-estudio Olá pessoal,

Eu não fui na manifestação de ontem porque trabalhei o domingo inteirinho… E ao contrário do que algumas pessoas podem pensar, eu fiquei muito feliz com isso!
Primeiro porque tinha 7 clientes que gostam e valorizam meu trabalho e estavam dispostos a vir até o Alphaville fazer uma mini-sessão comigo. Depois porque eu não conseguia me conter de felicidade cada vez que fazia uma foto linda… e fiz muuuuuitas, muitas mesmo!
Ah… e tenho que dizer, como sou sortuda! Ao todo foram 8 bebês até ontem, um mais lindo que o outro! Só crianças lindas e felizes, de famílias iluminadas. Assim, tudo fica mais fácil, né?

Não quero parecer batida demais, mas eu realmente amo o que faço e agradeço a Deus por me dar a força de vontade e a saúde para conseguir trabalhar com o que eu amo.

Agora vamos contar um pouquinho das sessões de ontem. 

O dia começou delicioso com o Enzo, que já estava sentando sozinho todo firme, e com aqueles olhões lindos!

www.thealbumcafe.com

Os mais novinhos como o Pedro e a Lara, que ainda não sentam sozinhos precisaram de um suporte extra.
Para o Pedro preparamos o balde de plástico com ele enrolado em um cobertor, que sempre quebra um galhão e eles adoram, porque ficam em pé!

Pedro no balde

Para a Lara uma almofada de amamentação que ficou escondidinha por baixo do tutu já foi suficiente para que ela não tombasse para os lados. E ficar de bruços nessa fase é sucesso garantido… mas tem que ser muito rápida no gatilho!

Lara com apoio e de bruços.

 

O Bruno veio todo combinante com o cenário, aliás a família toda estava combinando! Ficou sensacional.

Bruno combinante

 

E a Maitê e o Rodrigo, que já são mais velhinhos, se divertiram muito, com chuva de balas e até guerra de coelhos...

Maitê e Rodrigo se divertindo muito

Enfim, as mini-sessões são legais porque dão uma levantada no movimento do estúdio e servem para várias idades diferente, desde os pequeninos de 3 meses até crianças mais velhas. 

Agora, que ninguém se iluda, dá muito trabalho! Fazer com que os bebês se soltem e entrem no clima em um espaço tão curto de tempo é difícil, clicar vários bebês no mesmo dia se torna esgotante, e depois tem que selecionar e entregar muito rápido, em tempo das mamães usarem as fotos para a páscoa. Mas eu tenho muita ajuda, a Ana Paula e a Kika, que sem elas não seria possível fazer tudo isso em tempo, e olhando os resultados, tenho certeza que vale a pena!

Amanhã tem mais sessões e eu volto para mostrar um pouquinho das de de hoje. 

Ah…  vou ter que falar em outros lugares também, mas já vou avisando por aqui que não vou mais conseguir fazer transmissões no Periscope.Comecei a usar os vídeos ao vivo no Facebook e assim acho mais prático, porque fica tudo num lugar só. Então, até amanhã com mais vídeos no face.

 

Beijos a todos

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) Ensaios bebês de fotografia mini-sessão páscoa http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/3/domingao-no-estudio Mon, 14 Mar 2016 21:02:09 GMT
Primeiro ensaio de Páscoa http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/3/primeiro-ensaio-de-pascoa Ensaio da Laurinha - na Páscoa

Olá amigos,

Hoje vou ser mais breve, porque o gás já está acabando… 
Mas não consegui resistir, estou completamente apaixonada!!! Pela Laurinha, lógico, e pela decoração dos meus ensaios de Páscoa! Eu não ia conseguir ir embora sem ver, e mostrar para vocês, pelo menos um pouquinho do resultado desse ensaio delicioso.

A Laura curtiu muito, quis comer os ovinhos (que são de plástico!), brincou com os coelhos, e deixou todo mundo feliz: a mamãe e o papai, que sairam daqui babando, eu que fiquei realizada por conseguir executar o que tinha imaginado, e espero que também vocês, que podem curtir essas imagens deliciosas...

Amanhã começam as mini sessões para valer. Ainda vou trazer a árvore de madeira, onde vou pendurar os ovos, e o banquinho de jardim.

E agora vou embora descansar um pouquinho e à noite cineminha com as meninas, que ainda cobram a minha companhia (ainda bem!!!).

Amanhã vou fazer mais alguns vídeos ao vivo para mostrar as sessões.

Beijos e bom final de sábado para vocês

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) bebê mini-sessão páscoa http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/3/primeiro-ensaio-de-pascoa Sat, 12 Mar 2016 20:22:04 GMT
Inaugurando o meu blog http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/3/inaugurando Preparando a mini-sessão da páscoa

Olá amigos,

Sejam muito benvindos ao meu blog!

Tenho esse projeto de fazer um blog há pelo menos 5 anos e nunca consegui me dedicar a ele do jeito que eu gosto, de cabeça, cuidando para que todos os detalhes estejam corretos, para que o design seja bonito, para que o conteúdo seja sempre relevante, postado com assiduidade, enfim, para que tudo seja perfeito! Então o projeto nunca saiu da gaveta...

Mas como eu sempre digo às pessoas que estudam comigo "o ótimo é inimigo do bom" e com esse lema em mente, justamente agora que a minha vida está passando por um redemoinho de mudanças (todas boas, graças a Deus!), que eu não tenho tempo nem para respirar e tenho dormido em média 3 a 4 horas por noite, ocupado por rotinas novas e projetos novos, tendo que aprender um monte de coisas novas… bem agora, surge na minha cabeça a "necessidade" de criar um site novo, e com o blog! 

Então aqui está ele, não está ótimo ainda, longe de estar perfeito, mas bom o suficiente para eu começar a me comunicar mais de perto com as pessoas que admiram meu trabalho e estão sempre me incentivando, mandando energias positivas e desejando só coisas boas para a minha vida. Então vou começar com a cara e a coragem, escolhi um lay-out existente, personalizei para ficar um pouco mais com a minha cara, os primeiros posts com certeza vão ficar estranhos, vou fazer alguma coisas erradas no meio do caminho, e vou aprendendo junto com vocês! Sempre há espaço para aprender e melhorar, não é mesmo?

Estou muito feliz aqui escrevendo o meu "Primeiro Post",  aquele que a gente nunca esquece… e quero começar contando a minha maratona nos dois últimos dias para preparar as mini-sessões de páscoa.

Como eu já mencionei lá em cima, minha vida anda uma loucura! Mudei da minha casa no Alphaville para um apartamento em São Paulo, para ficar mais perto dos meus pais que já estão mais velhinhos, carentes e querendo muito conviver mais comigo e meus filhos. Com isso, mudei a escola das crianças, o inglês, as aulas de dança, tudo novo na vida delas… e eu acompanhando de pertinho! 
Daí estou indo caminha e vejo que no prédio vizinho do meu condomínio tem uma sala para alugar! Resolvo junto com o Jaiel assim, de um dia para o outro, vamos trazer o estúdio para cá!!! Alugamos a sala, reformamos, mandei fazer painéis de LED, suporte de fundos, desenhei o novo lay-out do estúdio, supervisionei as obras… que aliás ainda não acabaram!

Aí me avisaram que aquele projeto de divulgação da meningite meningocócica que vínhamos conversando tinha mudado um pouquinho… o evento agora seria no meu estúdio e a Anne Geddes viria pessoalmente acompanhar o ensaio para prestigiar a campanha!!! Vocês fazem idéia do impacto dessa notícia na minha cabeça, no meio do processo de mudança, com 10 dias de antecedência….  Loucura total para fazer acontecer direitinho!

Daí a Gabi, minha filha de 20 anos, me avisa que vai fazer uma cirurgia nesse mesmo dia do evento da Anne Geddes, e o Jaiel que fará a dele no dia seguinte. Em hospitais diferentes!!!  Só rindo mesmo… Vamos lá! Agora já passou, os dois estão ótimos e de volta em casa, muito felizes.

Ah, claro… no meio de tudo isso, minhas queridas clientes! Não parei de trabalhar, continuei fotografando e me dedicando a cada uma delas com todo meu amor, como sempre faço. E várias delas me perguntando e pedindo: Não vai ter mini-sessões de Pácoa?!?!?! As do Natal foram tão bacanas!!! Tem que ter!!!

Então com dois dias de antecedência resolvi que queria fazer…  desenhei o folder com a foto de uma sessão do ano passado, postei no facebook, enviei e-mail para todas as minhas clientes (essa parte foi a Ana Paula que fez!) e parti para definir o cenário.
Recuperei os coelhos da minha cor favorita, o turquesa, que tinha comprado no ano passado. Imaginei criar um jardim de mentirinha, com árvores de madeira branca, meu biombo branco que eu adoro, banquinho de praça, e flores. O fundo fotográfico da Dani Bertolucci, que eu amo, vai ficar no chão dessa vez (olha como ele é versátil!). Fui para a loja de coisas de festa e comprei mais ovinhos, bexigas (aluguei o cilindro para encher com gás hélio), alguns coelhinhos novos e papel para embrulhar os ovos de isopor dos anos anteriores. Estabeleci como meta que gastaria apenas o equivalente ao valor de uma sessão comprando coisas novas (afinal a recessão tá pegando pra todo mundo, né) e obviamente estourei o orçamento…  mas acho que valeu a pena!
Como as crianças do Natal comeram um montão de isopor durante as sessões decidi comprar balinhas da cor azul para a decoração… 

E estou aqui até essa hora preparando tudo para começar o dia amanhã muito bem!

Acho que o texto ficou muito grande, mas nem vou reler… estou tão feliz de ter escrito que quero mais é postar!
Espero que vocês gostem e me acompanhem por aqui. As suas sugestões serão sempre muito benvindas nos comentários abaixo.

Beijos e até o próximo post

 

 

]]>
contato@simonesilverio.com.br (Simone Silvério Fotografia) http://www.simonesilveriofotografia.com.br/blog/2016/3/inaugurando Sat, 12 Mar 2016 01:22:39 GMT